21.2.16

OS WOOD PELLETS DA RÚSSIA

Enquanto o Brasil não assume definitivamente seu protagonismo no mundo dos pellets,  outros países aumentam suas participações no mercado internacional dessas comodities. Em 2007, a Rússia exportou 250 mil ton de pellets de madeira. Em 2014, o país exportou quase quatro vezes mais, chegando a  900 mil ton.

O que faz esse país gelado, em que as árvores demoram o dobro do tempo do Brasil para crescerem, ser melhor do que nós no mercado de pellets? Não sei, não estive in locco para ver, mas suponho que a estrutura logística, portuária, baixo custo da energia elétrica, tradição no uso da madeira sejam fatores determinantes. Além disso, parece que os governantes de lá sabem que precisam investir em infraestrutura para capturar o verdadeiro valor dos recursos florestais abundantes que possuem. No Brasil, desde a exploração inadequada do pau brasil, há mais de 500 anos, até hoje......... não sabemos aproveitar e valorizar o que temos de melhor!

Enquanto a nuvem negra poluir a inteligência de nossos governantes, os russos terão um mercado promissor de pellets à sua disposição tão colorido quanto suas famosas Catedrais de cúpula dourada. 


Postar um comentário