terça-feira, dezembro 16, 2014

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE PELLETS DE MADEIRA EM EXPANSÃO

Depois de 10 anos trabalhando no mercado de pellets percebo claramente a evolução que vem acontecendo com esse biocombustível. Antes conhecia-se pouco dos pellets. Hoje, ele é uma realidade! A indústria nacional que só sabia compactar ração, agora vem adquirindo o "know how" para produzir pellets de qualquer biomassa. Vejo com bons olhos a entrada de pelletizadoras importadas da Europa (Andritz, Kahl, Nazzareno) ou dos Estados Unidos (CPM) pois isso transfere a tecnologia e todo o conhecimento adquirido ao longo de 30 anos de funcionamento lá, para nós aqui no Brasil. Coisa muito semelhante acontece com o setor de celulose e papel, de painéis de madeira e da construção civil. Conheço os equipamentos de pelletização da Chavantes (muitos empresários falando que tem bom custo-benefício) e mais recentemente conheci os equipamentos de pelletização da GELL (Gaboardi Energia Limpa), que trouxe toda a tecnologia e experiência obtida lá na Itália para o Brasil, inclusive produzindo os equipamentos aqui no Brasil, gerando emprego e renda e desenvolvendo o mercado interno de energia limpa. No sul do Brasil, onde o frio é mais intenso, a empresa Energia Futura produz uma linha de aquecedores, queimadores que utilizam os pellets como energia, além de oferecer soluções para motéis, hotéis, piscinas, pousadas, academias e todo tipo de indústria. Em São Paulo, o Grupo Ecoenergia, o "Rei dos Queimadores para pizzarias e padarias à pellets". Pode ser que o ritmo esteja lento, esse desenvolvimento da utilização dos pellets no mercado interno poderia ser mais acelerada, mas há notável evolução!

Parque Fabril - GELL Indústria

                                                                                      Vídeo Forno de Pizzaria do Grupo Ecoenergia

quarta-feira, dezembro 10, 2014

OS DESAFIOS DOS PELLETS DE MADEIRA: COMPETITIVIDADE

Quando fundei a ABIPEL, tinha dois objetivos: fornecer dados sobre o mercado de pellets no Brasil e ajudar a desenvolver o mercado interno. Divulgo gratuitamente os nomes dos produtores e oriento clientes que querem comprar pellets aqui no Brasil. Nunca cobrei nenhum centavo dos produtores porque a Associação faz parte da minha pesquisa de Pós-Graduação [Doutorado] e eu a mantenho com recursos próprios. Com base nos dados, que obtenho na Associação, escrevo artigos técnicos e científicos como este que acabou de sair na importante Revista Opiniões de circulação em todo o território Nacional.


http://florestal.revistaopinioes.com.br/revista/detalhes/16-os-desafios-dos-pellets-de-madeira-competitivid/
Revista Opiniões: Ano 12, nº 38, Divisão F, ´dez/fev 2015, pág. 43/44
Missão:
1. Divulgar o mercado de pellets de madeira no Brasil e estimular o uso deste combustível renovável é minha missão enquanto pesquisador da UNESP/FEG.
2. Tornar o mercado mais profissional e contribuir com o desenvolvimento de tecnologias comprovadamente eficientes para a produção de pellets é minha missão enquanto Engenheiro Industrial.

As maiores autoridades em Biomassa do Brasil escreveram artigo nesta edição especial voltada ao setor. Acesse o link e conheça a bela edição "Energia da Biomassa" da Revista.

http://florestal.revistaopinioes.com.br/revista/artigos/

terça-feira, dezembro 09, 2014

ANTES DE COMPRAR EQUIPAMENTOS CONSULTE UM ENGENHEIRO E FAÇA UM TEST DRIVE

A Revista BIOMAIS, nas páginas 52, 53, 54 e 55, mostra umas fotos e imagens como SENDO da Biopellets de Lins/SP. Mentira! Ah! se as imagens da indústria que ilustra a matéria da revista fosse dessa fábrica. As lindas fotos são de uma indústria de pellets de 1ª linha da Costruzzioni Nazzareno que está lá na Itália. Elas foram retiradas de um vídeo que está no Youtube. A qualidade e beleza dos equipamentos da foto passa longe do real que estão lá na fábrica de Lins/SP.
 
Pelletizadora da Nazzareno/Itália.

Recentemente vi no portal G1/Globo que golpistas pintam vira-latas para serem vendidos como cães de raça ( Edição do dia 01/12/2014 G1-Globo).
Qualquer semelhança das belas fotos, propositalmente colocadas na revista BIOMAIS, com os vira-latas pintados é mera coincidência. Tome cuidado ao comprar equipamentos para pellets de madeira!
Temos bons equipamentos nacionais como as fornalhas da IB Caldogno e os secadores da Shiffl, mas procure um engenheiro para te ajudar a escolher as pelletizadoras (coração da indústria) e visite as fábricas para comprovar a eficiência deles. Até carros fazemos test drive, imagine então equipamentos de 10 milhões!!

segunda-feira, dezembro 08, 2014

PIOMADE - Primeira certificação ENplus do Brasil

A empresa PIOMADE do Rio Grande do Sul tornou-se a primeira empresa do Brasil a obter o selo de certificação ENplus, conforme as normas Européias EN 14961-2

O período de certificação dura 3 anos.
Pioaquece: Pellet certificado EN Plus
A empresa produtora de pellets e outros produtos madeireiros tem equipamentos da empresa Italiana Costruzzioni Nazzareno.

Parabéns a empresa PIOMADE!!!




PIOMADE
Estrada para Vila Rica, S/Nº - Distrito Sertorina
CEP.: 95.180-000 - Farroupilha - RS - Brasil
Fone/Fax: ++ 55 54 3458 7066 - Cx. Postal: 257
www.piomade.com.br
piomade@piomade.com.br





quarta-feira, dezembro 03, 2014

FÁBRICA DE PELLETS COMPLETA: COSTRUZZIONI NAZZARENO

Tenho falado sempre sobre tecnologia para a produção de pellets. Defendo que o Brasil precisa evoluir neste quesito para ganhar competitividade no mercado. Só tecnologia avançada e fábricas automatizadas podem produzir pellets com qualidade e competitividade para competirmos com os americanos e europeus neste mercado. Recentemente conheci uma fábrica da Costruzzioni Nazzareno da Itália e pude ver o que há de melhor neste segmento.
pelletizadoras de 1ª linha


São equipamentos que podemos recomendar sem medo de errar. Afinal, como duvidar de um marca que tem 30 anos de experiência no mercado europeu e 131 indústrias de pellets em funcionamento pelo mundo??!!!! No Brasil são duas fábricas montadas! O mercado de pellets do Brasil precisa dessa experiência para crescer e se desenvolver ainda mais!!

Fornalhas e equipamentos top de linha

Mais informações sobre as fábricas "turn key" da empresa, contate o representante da Nazzareno aqui no Brasil e peça uma visita.

http://www.nazzareno.it/it/

quarta-feira, novembro 19, 2014

MERCADO DE PELLETS COM PREVISÕES OTIMISTAS

O último Congresso Internacional de Biomassa, que ocorreu em Novembro em São Paulo,  mostrou um cenário muito positivo e promissor para o Mercado de Pellets no Brasil e no Mundo. Além das previsões mostrarem que o consumo triplicará nos próximos 10 anos,  fatores externos estão contribuindo muito neste sentido, como por exemplo.:
Aumento da procura por energia renovável e de baixo carbono

Países vão consumir mais pellets para minimizar emissões poluentes

Tendência de aumento do dólar que pode viabilizar projetos de exportação

Conflito na Ucrânia que impediu pellets da Rússia entrar na Europa
Empurrado pela crescente demanda por esse biocombustível percebemos que há esperança num futuro próspero!

sexta-feira, outubro 31, 2014

CHURRASQUEIRA MOVIDA A PELLETS DE MADEIRA

Com o desenvolvimento do mercado de wood pellets no Brasil, começam a aparecer produtos que os utilizam. Além das câmaras de aquecimento que são muito utilizados na Europa devido ao frio, temos agora, as churrasqueira movida a pellets.
Abastecendo a churrasqueira com pellets
Com o fim do ano se aproximando e a temporada de churrasco iniciando, este equipamento pode ser útil para fazer aquele churrasco!!
pellets de madeira e sua churrasqueira
Os grelhados sustentáveis poderão ser feitos com esta churrasqueira que custam em torno de U$ 300, nos EUA. Bom churrasco para quem teve essa genial ideia.

sábado, outubro 18, 2014

PADRÕES DE QUALIDADE PARA OS PELLETS NO BRASIL

Muitos países europeus têm desenvolvido padrões para a qualidade, o armazenamento, o transporte e a combustão de biomassa densificada. Tentando unificar o mercado internacional criou-se a norma ISO 17225-2. O novo padrão inclui parâmetros e limites para as dimensões (comprimento e diâmetro), finos, durabilidade mecânica, teor de cinzas, poder calorífico inferior, composição química entre outros. Essa nova norma de certificação levou em consideração, além desses parâmetros, a cadeia de custódia da produção de matéria-prima para o usuário final dos pellets. Além disso, classifica os pellets para uso não-industrial e industrial, dividindo-o em três tipos básico: A1 (produzido exclusivamente de madeira), A2 (produzido por madeira e resíduos das indústrias madeireiras) e B (produzidos por resíduos madeireiros diversos). A crescente adoção dos pellets de madeira se dá, em grande parte, impulsionado pelas políticas e incentivos financeiros, especialmente na Europa, que vem de diferentes formas, tais como isenções de impostos, certificados, obrigações renováveis​​, subsídios para pellets em instalações de equipamentos para aquecimento. Imagino que o Brasil poderia adotar esses padrões (Figura 1) para o mercado interno e externo, até que se regulamente os padrões brasileiros para esses combustíveis renováveis. 
Figura 1: Especificações técnicas do Padrão da norma ISO 17225-2 - Pellets de madeira
Sabendo que eles são comodities internacionais, a adoção desses padrões seria um alinhamento importante da indústria buscando entrar nesse mercado promissor de pellets de madeira!

PRODUTORES DE PELLETS DO BRASIL 2014 PelletsMAP Brasil

Produtores de pellets de madeira do Brasil 2014.


sábado, agosto 30, 2014

9º CONGRESSO INTERNACIONAL DE BIOENERGIA - PELLETS DE MADEIRA

Estaremos no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, de 1 a 3 de Outubro/2014, para este megaevento. A intenção é mostrar toda a cadeia produtiva, desde os consumidores e produtores de pellets, como também fornecedores de equipamentos para a utilização e produção deste biocombustível.

Sabemos que o mercado atual está aquecido para este segmento e esperamos contar com a presença de todos os envolvidos com este combustível renovável.
Esperamos todos lá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

DORIVAL PINHEIRO GARCIA  -  ABIPEL

sábado, agosto 16, 2014

PELLETS DE MADEIRA E A CRISE DE ABASTECIMENTO DA ÁGUA

A baixa pluviosidade no período úmido evitou que os reservatórios das hidrelétricas se recuperassem para um nível considerado confortável para o abastecimento pelo restante do ano. O nível das represas, que já está baixo, tende a cair ainda mais e a entrega dessa energia para cumprir com contratos pode ficar prejudicada. Se ficar sem água, como já está ocorrendo em São Paulo, é ruim.....imaginem ficar sem água e energia!?! Toda vez que temos um apagão elétrico, usinas termelétricas são acionadas a um custo elevado.

Pellets de madeira para as termelétricas
Esperamos que as autoridades do Setor Energético tenham sabedoria para incentivar o setor de biomassa e tentar diminuir os efeitos dessa dupla falta de planejamento. O setor de Biomassa, com incentivos iguais aos dados as indústrias de automóveis, podem dar "uma luz" nesse cenário sombrio dos próximos meses para o setor de água e energia. E quanto a crise hídrica......oremos!

sábado, julho 26, 2014

PRODUTIVIDADE E TECNOLOGIA PARA OS PELLETS DE MADEIRA

Abaixo duas imagens que entendo ser as chaves para os pellets no Brasil: Produtividade e Tecnologia. Sem isso nossas indústrias não vão sair do lugar!



segunda-feira, junho 23, 2014

PORTUGAL NÃO TEM MATÉRIA-PRIMA PARA PELLETS

 A ANPEB - Associação de Pellets de Biomassa de Portugal emitiu um comunicado curioso alertando do problema da falta de matéria-prima para os novos empreendimentos de pellets no país. Segundo a Carta Aberta, Portugal produz 700.000 ton/ano e consome somente 12% dessa produção, ou seja, a maior parte da produção é exportada. A indisponibilidade de matéria-prima é o gargalo da produção naquele país.

Brasil: braços abertos para novas indústrias de pellets
Aqui no Brasil, vivemos situação oposta: temos reflorestamentos, resíduos e biomassas de vários tipos. Precisamos de uma grande empresa disposta a investir! O Brasil está de braços abertos, ao contrário de Portugal, para novos investimentos em pellets!

sexta-feira, abril 25, 2014

PADRÕES ÚNICOS INTERNACIONAIS PARA PELLETS ISO 17225-1


Para reduzir à metade as emissões de CO2 relacionadas com a energia até 2050 e atingir a meta estabelecida pela comunidade internacional, será necessário dobrar a geração de energia renovável até 2020. Biocombustíveis sólidos e derivados de biomassa ou resíduos de matérias-primas é a maior fonte de energia renovável, sendo assim susceptíveis de desempenhar um papel importante neste mercado de baixo carbono. Eles podem ser briquetes de madeira, aparas de madeira e, principalmente, pellets de madeira. Atualmente, existem uma série de diferentes métodos de testes disponíveis para comprovar a qualidade de biocombustíveis sólidos, e várias práticas para caracterizar os produtos. Para uma negociação com fornecedor internacional (Exportação), isso pode significar vários testes ou resultados que não podem ser comparados. Para responder à necessidade de clareza a nível internacional, a ISO está trabalhando em uma série de normas internacionais sobre especificações de biocombustíveis sólidos e classes. Isto irá fornecer critérios e métodos para a caracterização MUNDIAL de biocombustíveis sólidos concisa e inequívoca. Temos padrões de biocombustíveis sólidos na Europa (Suécia, Áustria, Alemanha) e nos EUA... em particular, para pellets de madeira, briquetes e cavacos de madeira. Além disso, foram utilizados vários métodos de ensaio. 





Se for comercializar biocombustíveis sólidos a nível internacional, você tem que completar uma série de testes para comprovar a qualidade deles não poderá compará-los porque usou-se métodos diferentes. Agora, usando a especificação internacional única, a mesma classificação de qualidade e os testes podem ser aplicados e comparados em todo o mundo. A série ISO 17225 determina as especificações e classes com base na origem e fonte das matérias-primas para biocombustíveis sólidos.

segunda-feira, março 31, 2014

CONFIANÇA NO EQUIPAMENTO DE PELETIZAÇÃO É FUNDAMENTAL!!!!!!!


"O custo real de uma indústria de pellets vem quando ela para de funcionar!"





Gostei da mensagem dessa propaganda da empresa e concordo plenamente. Nas minhas andanças por esse mercado de pellets de madeira pude comprovar isso na prática. É horrível e desesperador a empresa ficar parada por causa de falhas no equipamento. Confiança no equipamento é fundamental para se obter qualidade, eficiência e lucratividade!

Pellets de Madeira

Minha foto
Sorocaba, SP, Brazil
Eng. Industrial Madeireiro - Doutorando em Eng. Mecânica na área de "Pellets"